Não há saída(!), em algum momento de qualquer relacionamento haverá conflitos.

Mas o que fazer quando você tem problemas com o seu sócio? E como resolver esses problemas?

Afinal, seja em um relacionamento amoroso ou profissional; ambos exigem bastante atenção e dedicação de todos os lados.

No caso de uma sociedade, a falta de comunicação e engajamento são as principais causas de fechamento de pequenas ou médias empresas (vide: sebrae).

Nesse texto vamos mostrar uma das formas mais eficazes e práticas de como previnir e resolver problemas entre sócios.

Trata-se de um instrumento contratual. O acordo de sócios.

Um documento em que os membros de uma sociedade estipulam regras de convivência e soluções para eventuais conflitos que possam surgir durante a relação societária.

Nesse documento os sócios irão definir o que querem e o que não querem, também, para a sociedade.

Além de conseguirmos definir quais serão as obrigações e as responsabilidades de cada sócio.

Entre tantas outras, poderão ser respondidas e definidas como regras as seguintes perguntas:

Haverá distribuição de lucros desproporcional?

Quais os mecanismos para a tomada de decisões?

Quem cuida de determinado setor?

Ao estabelecer soluções para eventuais divergências de forma antecipada, os sócios saberão como proceder. E com isso, além de estarmos adiatados em relação a maioria dos problemas, conseguiremos diminuir o desgaste com os conflitos.

E para o mercado, a empresa comunica que há uma estrutura interna definida e uma preocupação dos sócios com uma boa gestão da sociedade.

O fato é que as vantagens para se fazer esse acordo são diversas, além do já mencionado, algumas delas são:

I- Estabelece limites para a compra e venda de ações: na ausência de um acordo, os sócios podem transmitir sua participação na companhia livremente, o que pode prejudicar a sociedade empresarial.

II- Diminui o desgaste com conflitos: ao estabelecer soluções para eventuais conflitos de forma antecipada, os membros já sabem como proceder.

III- Colabora para a administração da empresa: uma vez que prevê mecanismos para a tomada de decisões.

IV- Determina como ocorrerá a distribuição de lucros: seja com base nos resultados da empresa, pelo investimento dos sócios ou outras condições.

V- Atende as necessidades da empresa: esse acordo pode ser adaptado conforme as expectativas de cada sócio.

Portanto, um acordo de sócios, hoje, mais do que nunca, é um documento imprescindível pra quem quer ter uma empresa saudável e com uma governança corporativa alinhada com os objetivos da empresa.

Essa é a nossa orientação de hoje para que você tenha uma empresa cada vez mais lucrativa, bem gerida e com uma governança digna do alto empresariado.


Que tal levar o conhecimento adiante? Compartilhe esse texto com o seu sócio ou com um amigo empresário para que ele também se antecipe e evite esses problemas.

Para mais informações entre em contato!

FALAR COM UM ADVOGADO ESPECIALISTA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.